terça-feira, 17 de março de 2009

Pézinho na areia


Quando vim para Lisboa estudar, toda a gente me perguntava se eu tinha ido à praia de cada vez que eu ia visitar os papás ao Algarve. Eu achava aquilo estúpido, e não percebia muito bem como é que em plena Páscoa (por exemplo) já toda a gente queria ir para a praia, apesar de nem estar assim tanto calor. Mas atribuí esse facto ao exagero latente dos alfacinhas, que mal viam um raio de sol vestiam a T-shirt, da mesma maneira que mal caía uma gota de chuva, lá saltavam os casacos compridos do armário.

Neste fim de semana juntei-me ao rebanho. Fui mesmo para a praia. Nunca na minha vida tinha ido à praia tão cedo no ano. Mas agora, que já não tenho 3 meses de férias, que já não tenho o Algarve nem o bronze que me caracterizava fosse Verão ou fosse Inverno, agora sim, sofro do síndrome de abstinência de praia. Realmente... só se dá valor às coisas quando as perdemos...

A praia estava cheia de gente e, em pleno Março, consegui a proeza de não ter lugar no "meu" cantinho preferido... Mas mesmo assim, apesar da ausência de banda sonora e sumo de morango, não deixou de ser uma excelente tarde. O único senão foram as 2h30 para voltar a casa... nada que me enervasse, até porque não me apetecia mesmo voltar (e ao som de Jamiro é impossível não levantar o ânimo). Soube mesmo a Verão...

Se há 2 dias estive na praia... ontem estive no Paraíso! Fez-me lembrar a "minha" Deserta. Um recanto simplesmente divinal. E... pasmem-se!... aqui a friorenta foi mesmo à água! (ok... não ultrapassando o limite crítico da cintura). Espero lá voltar mais vezes (e não, não vos vou contar onde fica... ihihih).

O tempo já está a mudar... voltou o vento... e dizem que a temperatura vai descer... Não faz mal. Preciso mesmo de ficar por casa e mergulhar noutros objectivos por cumprir. Espero que o ânimo trazido pelos raios de sol destes dias, me ajude nessa saga...

5 comentários:

a direita...(sem segundas interpretações) disse...

eu nao sei... nao vou a praia porque esta sol, nem porque esta calor, nem porque ha la gente e areia, ondas e putos a fazer barulho...
o sol sabe bem e da um bronze mesmo fixe... mas nao me deixa estar la o dia todo, porque faz cancro... o calor é fixe, mas faz suar e cheirar mal, e torna-se desconfortavel as vezes... as outras pessoas ocupam o espaço que gostava de ter todo so para mim, e a areia mete-se em todos os buraquinhos, sacos, sapatos, em suma, é pior que os gatos... ja para nao falar dos putos que levantam mais areia que um tufão, o que deixa os papas orgulhosos e sorridentes, de como sao espevitados os meus rebentos...alguns so mesmo rebenta-los com um cartuchinho de dinamite na bilha....
e mesmo assim as pessoas teimam em so ir para a praia no verao, em só apanhar sol no verao, em so sair de casa no verao, em so conhecer o mundo no verao... e os outros 3\4 do ano? vais me dizer que vao para a neve.... onde é que eu quero chegar com tudo isto....nao sei, só sei que nao vou transformar algo tao fixe e divertido como a praia numa pastilha elastica de verao... mas ainda bem que ele esta quase a chegar... bora pa praia?

Vera disse...

Beeeeem... se pensarmos assim, a praia passa a ser a visão do inferno (e às vezes é mesmo). Por isso é que eu tento sempre manter algum nível e ir para recantos algo selectivos... precisamente para não cair em tentação e usar o tal cartuchinho de dinamite! Lol. De qualquer modo, gosto de praia o suficiente para conseguir ultrapassar todos os pontos negativos.

Bora? :P

Anónimo disse...

A praia não conheço, mas conheço esse pé.

STP disse...

Eu sei onde fica. E fui eu que te levei lá. Só para puxar dos galões :P
Agora podes partilhá-la com uma pessoa especial :)

Vera disse...

E que bela tarde que foi! Temos de repetir mais vezes. E sim, a água estava fixe :P

P.S: Tenciono... ;)