segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A música da semana III

Para mim estará sempre associada a uma noite estrelada na Deserta, na qual ela não me saía da cabeça...

E sim, continuo a ter um fetiche pela voz do Brandon Boyd :P

video

sábado, 24 de janeiro de 2009

93 canais!

Na outra semana reparei que pelo serviço de internet + Tv estava a pagar mais do que se tivesse um pacote com mais canais e telefone (o que tem toda a lógica...!) e lá fiz um upgrade para a imitação do "Meo" - versão Zon. Por isso nos últimos dias até tenho visto alguma televisão (o sindrome do brinquedo novo) e acabei por descobrir que até há canais MTV onde realmente só passa música (espantoso!). A seguinte tem passado com alguma regularidade. Acho "piada" ao vídeo e à letra, apesar de não ser grande fã da senhora. Aqui fica.

video

Matrix

Nesta noite que passou cheguei a uma conclusão. De todas as vezes que me perguntaram qual era o meu filme preferido, sempre foi impossível apontar apenas um. No entanto, de todos aqueles que fazem parte do meu Top, há um que eu já vi n vezes e mesmo assim nunca consigo deixar de ver sempre que passa na televisão... seja qual for o momento... seja qual for o meu estado de espírito. Parece que fico presa ao ecrã. Acho que isso deve querer dizer qualquer coisa...

Matrix. Este filme está simplesmente genial em todos os pormenores. E (oh meu deus, como o tempo passa) já lá vão 10 anos! A ideia está fabulosa, e a maneira inteligente como certos conceitos foram explicados e adaptados à teoria de uma realidade virtual, absolutamente extraordinária. E claro, a revolução nos efeitos especiais, que agora se tornaram banalizados. Não consigo apontar um defeito. Até a banda sonora está perfeita... não podia ser mais adequada ao filme.

Curiosamente os outros 2 (que eu nunca me consigo lembrar dos nomes... o "Revolutions" e o "Não sei quê"...) vi uma única vez. Quando se faz uma obra prima, é muito difícil manter o nível. Mas os interesses económicos são sempre mais fortes.

Ainda me lembro da 1ª vez que o vi. No anfiteatro 3 da faculdade, ao final da tarde. Fui sozinha (só agora me dei conta que já fui sozinha ao cinema mais vezes do que pensava). E lembro-me de já ser noite quando saí, e ir a correr para casa com a "Wake up" na cabeça. Dez anos. Parece que foi ontem.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Vicky Cristina Barcelona

O "Barcelona" no título, acrescido ao facto de ser de Woody Allen, obrigou-me a ir ver este filme.

A história está gira e promete, sempre com aquele humor muito particular. O ambiente... bem, eu sou suspeita para falar, mas Barcelona e o som de guitarra que constitui a banda sonora são a combinação perfeita. Quanto ao final... admito que estava à espera de algo mais surpreendente (mas se calhar até foi, precisamente por não ter surpresas). Retrata apenas a vida como ela é. Sem finais felizes ou infelizes. Apenas finais que cada pessoa escolhe para si, porque cada um é diferente e, como tal, o conceito de felicidade e os objectivos de vida são muito variáveis. A vida é feita de episódios e o modo como os quais vão influenciar o futuro, depende de cada um.

Um filme muito simples e real. Gostei.
Só sei é que daqui a mês e meio ando por lá... ;) (sim... estou eufórica!.. :D)

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Primeiro estranha-se...

... depois entranha-se...

Este podia bem ser o mote de uma certa área da minha vida. E só hoje é que me dei conta disso. Ou melhor... se até agora só havia "coincidências" que o poderiam fazer supor, hoje tirei a conclusão definitiva. E ainda bem que assim é... Pena que, só assim de repente, me lembre de pelo menos mais três expressões que costumam vir acopladas a esta, e que fazem com que o resultado final possa ser desastroso...

Não se preocupem se não estiverem a perceber nada deste post. No fundo é um monólogo que acho que só eu vou entender. Não, não estou a ficar senil. :P

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Cromos ao volante III

Porque é que quando eu sou apanhada no pára-arranca, fico sempre atrás de um cromo (gaja ou velhote em 99,9% das vezes)?...

... Daqueles cromos que demoram mil anos a arrancar, deixando à frente deles um espaço que dá para 3 carros (e consequentemente os da faixa da direita aproveitam para passar à frente).
... Daqueles cromos que travam sem razão aparente (além da ausência de cérebro).
... Daqueles cromos que começam a travar porque o da frente (que está a 1Km de distância) travou, e acabam por parar a 10 metros dele (deixando-me na expectativa de que ainda vão continuar a andar até ficarem um pouquinho mais perto... mas não).
... Pior! Daqueles cromos que reunem todas as características anteriores!!... Oh sorte macaca...

Já pensaram porque é que há trânsito quando não há nenhum acidente ou bloqueio de via? POR CAUSA DESTES CROMOS!!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

2009

Para começar em grande este novo ano, aqui fica um grande som. Quem disse que as canções de "desamor" têm de ser tristes? ;)

Desejo-vos um ano cheio de coisas boas (para mim... basta que seja melhor que 2008!).

video