segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Jornada cinematográfica

Ultimamente tenho visto muitos filmes. Relativamente aos do cinema (lol), deixo aqui a minha crítica pessoal.

  • "O estranho caso de Benjamin Button"

    O típico "filme de gaja". Muito na onda do Titanic (tanto no tipo de história, como no género de "relato" feito por uma mulher com 200 anos...). Previsível desde a 1ª cena, e a apelar ao choro fácil, não é, definitivamente, o meu tipo de filme. Está nomeado para 13 Óscares, mas atenção, que apesar de ficar logo de pé atrás quando há muitas nomeações, eu vi o filme antes de saber desse pormenor. A caracterização está muito bem conseguida. De resto... tenho saudades de filmes como o Big Fish...

  • "Seven pounds", ou traduzido para português, "Sete vidas" (!)

    Ora aqui está um filme que eu levei algum tempo a perceber do que se tratava (e confesso que no início houve mesmo uma cena que me irritou bastante). Também não vai para o meu Top dos preferidos, mas admito que está bonito, ou pelo menos a mensagem que transmite (sim, neste as lágrimas vieram-me aos olhos e tive de me esforçar bastante para que não transbordassem...).

  • "O sonho de Cassandra"

    Mais um de Woody Allen. Um bocadinho ao estilo de "Match Point" (mas na versão "o crime não compensa"), sem no entanto lhe chegar aos calcanhares. Não gostei propriamente (entra na classe dos que surpreendem por não surpreenderem).

  • "Michael Clayton"

    "I am Shiva, the God of death". Esta é a frase que fica do filme (acho que vou passar a adopta-la para certas situações... ihih). Uma espécie de "Erin Brockovich" versão masculina mas com (muito) menos conteúdo. Nomeado para 7 óscares em 2008 (mais uma vez se comprova a minha teoria...). Uma fórmula já muito muuuuuuito batida (SERÁ POSSÍVEL que já não há imaginação para escrever argumentos que não sejam uma mistura de mil filmes já realizados?!)... Boring... been there, done that.

  • "RocknRolla"

    ALELUIA! Do estilo do "Snatch", com um humor inteligente (e negro), e histórias com muitas peripécias que se cruzam entre si. Confesso que alguns dos pormenores que seriam os pontos altos da história (o tal factor surpresa) são previsíveis (pelo menos para mim que estou habituada e gosto bastante do género). Mesmo assim, gostei muito (até porque já estava em desespero por não conseguir ver um filme de jeito!...). There is hope... afinal ainda se fazem filmes cuja história não dá para contar numa única frase!

  • "Cidade baixa"

    Nada a ver com a outra "Cidade" (a "de Deus"). Dois amigos e uma mulher (prostituta, ainda por cima). Só podia dar porcaria (e mesmo assim, não tanta quanto poderia dar). Nada de especial. É daqueles que não tenciono voltar a ver.

Neste momento, "The Spirit" é a grande expectativa. Tenho um feelling sobre este filme... Só espero não me decepcionar...

6 comentários:

metallica disse...

Olá boa blo
venda
visita e diz que eu sou do México

Vera disse...

Hmmm... psico-comment... Onde sou? Quem estou?

Patrícia disse...

Mas tu já viste os filmes todos???!!
irra, que a moça passa vida no cinema :)
beijinhos

Vera disse...

Epa... agora que tenho videoclube em casa, é de aproveitar os filmes q são de borla... q a malta é pobre :P

Juíz disse...

RocknRolla, muito bom. Ve o "In Bruge", lamentavalmente (ou não) não foi nomeado. Vais curtir

Vera disse...

Hmm.. não conheço, mas vou anotar na minha agenda mental :D