sexta-feira, 3 de abril de 2009

Just thoughts...

Hoje apetece-me divagar. Talvez porque está um dia bonito e a minha vontade de "voar" seja maior que a vontade de ceder à "responsabilidade"... Talvez também porque o meu Zizou acabou de arranjar um belo lugar no meu colo para ronronar... o que me dá uma moleza ainda maior (e me impede, convenientemente, de conseguir continuar a sublinhar o livro...)

Não tenho propriamente nenhum assunto específico do qual possa (ou queira) falar. Têm sido tempos ricos. Novas amizades, novas experiências, novos cenários, muitas descobertas. Realmente é verdade que se investirmos mais em nós, no nosso tempo, as coisas acabam por surgir. Já perdi muitas coisas por achar que as podia fazer depois... Muitas vezes caimos no erro de ordenarmos erradamente as prioridades.

Mas a vida é mesmo assim. Uma aprendizagem contínua. Só se aprende com os erros. E só erra quem arrisca. Se o que se aprende é bom ou mau, se mudamos para melhor ou para pior, isso já é outra história... mas são daquelas coisas que só se sabem depois... É como um medicamento. Pode ser muito bom, mas provocar efeitos adversos diferentes em cada um que o toma. Aprender é sempre bom, ou a ignorância é uma benção? O conhecimento da verdade ou a ingenuidade "infantil"? Aventura... Se eu, como boa sagitariana que sou (sim, que os signos às vezes até acertam numas coisas), sempre gostei da aventura... porque é que, vendo bem, sempre me aventurei pouco? É como um jogo de futebol. Jogar à defesa tira a beleza do jogo... torna-o aborrecido. Quem não arrisca não petisca... e de facto... pouco tenho petiscado.

Cada vez tenho mais consciência daquilo que sou, e gosto disso. Gosto de mim. Pode parecer narcisista, mas não é. Aliás, bem pelo contrário. E, por falar nisso, se aqui há dias descobri que sou como o vidro, hoje ainda tenho mais consciência disso. É que apesar de tudo o resto, afinal o vidro também se dobra... basta ser aquecido... (esta é uma private... ;P)

Aqui fica mais um som de qualidade... só porque sim.

video

3 comentários:

Patrícia disse...

Concordo inteiramente contigo. É bom arriscar.. e correr o risco de ganhar. No minimo é divertido e permite-nos ter a certeza de que vivemos.
E miúda, acredita que fazes falta a todos os que gostam de ti (e os outros que se lixem, certo?) e é bom "ouvir-te" a dizer estas coisas.
beijinhos

Vera disse...

Sim... a vida é feita de riscos... e quando arriscamos bem é tão bom!
Quanto ao resto... só me interessa que sejam esses a sentir a minha falta... os outros... bem, os outros só perdem em não me ter... ihih

Beijocas

James disse...

:) e já agora quem é a banda?

... que fraquinhos ... LOL