quarta-feira, 13 de maio de 2009

Malas de gaja

Ando há que tempos para comprar uma mala preta, básica, sem muitas cocozices mas que tenha o tamanho correspondente à minha definição de mala. Obviamente que nem tão cedo vou conseguir atingir esse objectivo. É que actualmente, a "moda" dita que as malas têm de ser verdadeiras malas de viagem, em que, com sorte, até cabe lá um mini bar não se vá dar o caso de ficar com fome enquanto estiver na rua.

Uma coisa que me tira do sério é demorar mais de 2 segundos para conseguir encontrar o que quero dentro de uma mala. A escassez ou ausência de compartimentos interiores na maioria delas, é um factor de risco... mas o tamanho da mala aumenta exponencialmente o tempo de procura. Até já uso um daqueles bonequinhos de peluche como porta-chaves para ser mais fácil de encontrar... mas mesmo assim, às vezes é uma verdadeira odisseia... acreditem!

Sempre fui apologista de usar o menor espaço e o menor número de volumes possível. Se as coisas cabem num único espaço pequeno, para quê usar dois espaços grandes? Quando vou de viagem consigo verdadeiros milagres, tipo Sport Billy. Levo tudo o que preciso apenas numa mala (e das pequenas, se possível), até porque, detesto andar carregada com malas e malinhas e simplesmente recuso-me a transportar coisas que à partida sei que são desnecessárias.

Por isso, tenho um grave problema. É que estou-me nas tintas se a moda é usar malas grandes, quando essas malas não são minimamente funcionais. Para transportar aquilo que costumo levar diariamente numa mala, não preciso de uma mochila de campismo nem de um trolley! Eu só quero uma mala onde possa levar a carteira, os documentos, telemóvel, baton para o cieiro, chaves de casa, chaves do carro, um pacote de lenços e uma caixa de pastilhas, sem que sobre um espaço que dá para levar os meus 3 gatos! Será assim tão difícil?

10 comentários:

Patrícia disse...

sim, é dificil :)
posto isto, concordo contigo, mas só na teoria, porque na verdade as coisas que tenho dentro da mala são mais que muitas. É verdade que não preciso delas todos os dias (às vezes encontro lá 2 máquinas de calcular cientificas e coisas estranhas como um plotter que transportei durante 1 ano) mas eu tenho outro problema: odeio mudar de mala. ptto fico-me, muitas vezes pela preta básica!
enfim, as mulheres e as malas!
beijos

Vera disse...

Lol! Pior que isso só a minha mãe, que uma vez andava com alhos e cebolas dentro da mala por esquecimento...

Pois, eu geralmente também ando sempre com a mesma mala, simplesmente porque não tenho pachorra para mudar as coisas de uma para a outra. Mas estava a precisar da tal preta básica para substituir a actual... talvez um dia... lol

Bjocas

Helder Correia disse...

"...e uma caixa de pastilhas"

Então com tanto espaço e não se leva ao invés uma escova e pasta de dentes, sotora, hum? :)

James disse...

"...alhos e cebolas dentro da mala por esquecimento..." OLOLOL

Opá, é por isso que não uso malas.

:D

Vera disse...

Epá... eu nunca fui fã de pastilhas... mas devo confessar que estou viciada nas Trident Senses de Melancia... :D

E sim, os homens têm uma grande vantagem. É que ou andam com o essencial nos bolsos das calças (as mulheres jamais o conseguem fazer nas calças justas que usam) ou pedem à namorada para levar na mala delas! Hmm... será por isso que as malas são cada vez maiores? Os namorados estão cada vez mais metrossexuais e a mala dela anda cheia de cremes hidratantes e gel para o cabelo dele? Tricky...

Nuno Revés disse...

Bem, eu assumo: tenho uma gaja dentro de mim!!

Isto porquê? Porque na pasta que levo todos os dias para o trabalho a algazarra é tal que até costumo dizer que "mais parece uma mala de gaja"!

Não tem muitos compartimentos nem "rabicoques" mas uma coisa é certa: tem lá dentro tanta coisa... Das chaves do carro às de casa passando pelo maço de tabaco, pelo baton do cieiro, pela agenda, pelo livro de cheques, diversos documentos do trabalho, o maço de lenços, o tal pacote de pastilhas de melancia, a pen, etc, etc, etc, encontra-se lá de tudo. E tudo tem o seu sítio, atenção!

Agora imaginem isto: carro quase a 90Km/h dentro de uma localidade (ia atrasadíssimo!) e pasta aberta (tinha acendido um cigarro) no banco do pendura... E eis que uma senhora resolve atravessar a estrada... Travão a fundo e o carro estancou em coisa de 5 metros! Pois, ele parou... a pasta é que não! Era ver tudo espalhado no chão do carro... E, então, apercebi-me da quantidade de inutilidades que transporto todos os dias de um lado para o outro. Enfim, coisas de gajo... LOL

Espero que encontres a tal malinha preta, miúda... eheheh

Beijos

António disse...

Eu cá sou adepto da versão kool da poxete de gajo ...leia-se a gama de malitas a tira-colo da Camel! Conforme a quantidade de trampa que queremos transportar posso variar entre duas ... uma mais pikena quando saio a noite só c a carteira o telele e o tabacum que n gosto de andar c enxumaços nas calças (basta um la ta ... mas esse tem mm ke ser) ... a outra é maiorzinha e dá pra enfiar mais a caixa pros oculos de sol e uns papeis se for preciso (dá para A6)! Assim termina a minha rubrica de mens fashion! Se em vez da marca atras citada o gajo usar p.ex. Louis Vouitton ....desconfiem!

Vera disse...

Ena ena... esse teu comentário quase que podia sair na Elle-versão gajo (deve haver). Eu pessoalmente prefiro gajos sem poxetes... mas desde que se mantenha um certo nível, a malta perdoa. Agora Louis Vuitton é muito mau... mesmo pra gaja (é que lembra-me sempre aquele pessoal que exibe as imitações baratas compradas no mercado negro, mas que tem a mania que é rei... Talvez um dia escreva sobre isso :P)

james disse...

Mala de mulher é com tralha mesmo... e dá tanto jeito para levar as nossas coisas! Oh lá isso dá!

Eu cá levo o minimo indispensável...nos bolsos, claro! Depois, durante a semana, não queiram espiar a pasta do portátil...o que eu perco para lá! E pior é o que por vezes julgo estar lá... e depois não está!

Beeem... agora uma mulher que vais de férias e não leva pelo menos, nem sequer, 40% de roupa que não usa... deuses, que maravilha...

Vera disse...

Lol... pois... o meu maior pesadelo quando vou viajar é se não sei se vai estar calor ou se vai chover... Ter de levar botas E sandálias não é para mim...acabo por levar uns ténis e acabou-se... lol