quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ideias iluminadas I

Começo logo por numerar o título deste post... É que algo me diz que vou ter de falar de muitas mais ideias iluminadas... e melhor, sem dificuldade nenhuma em encontra-las! Até dava para fazer um blog só com este tema!

Vou começar pela ideia iluminada nº1: Construção de lombas.

Ora bem, não há dúvida de que as lombas são um mecanismo de segurança (e de aumento das idas à oficina). Mas quando estas surgem como cogumelos em sítios desnecessários, fico a pensar... Aqui na minha zona, permanentemente em obras (em disputa renhida com a Sagrada Família, tendo a catedral um certo avanço...), conseguem surpreender-me a cada dia que passa. As lombas devem ter sido das primeiras coisas a ser construídas. Aliás, pela quantidade de betão que gastaram nalgumas delas (alturas e larguras dignas de Guiness), acredito mesmo que ficaram temporariamente sem material para a construção dos prédios. Não satisfeitos, e com a continuação das obras obrigando à circulação por um verdadeiro caminho de cabras, conseguiram arranjar mais um sítio para a construção de lombas daquelas fininhas que vêm aos trios. A altura é que era um bocadinho exagerada... ao ponto de, até para tais mentes iluminadas, conseguirem chegar à conclusão de que as tinham de alisar (ou corta-las a metade da altura, melhor dizendo)! Resolvido o primeiro problema permanece o segundo. Para que servem 3 lombas após uma estrada que começa com 10 metros de curva esburacada? Algum louco passará (ou tentará passar) por ali a mais de 10km/h? Há quem diga que se não estivessem ali, os que vêm em sentido contrário mudariam de faixa para evitar as lombas da faixa deles. De facto, era preferível entrar numa curva em contramão e levar com um autocarro de frente, do que passar por cima das malditas lombas... sem dúvida!

Quando eu estava quase a dar uma segunda oportunidade a acreditar que a estupidez humana tinha limites, descubro que Einstein tinha razão. Para que serve um trio de lombas em pleno cruzamento, numa estrada com prioridade, recta, e em que a faixa secundária tem um Stop???? Na prática deixou, portanto, de ter prioridade. É que os do Stop conseguem agora passar bem rapidinho à frente dos da estrada principal...

Depois dos radares (outra ideia iluminadíssima), ainda hei-de ver lombas na 2ª circular e no eixo NS. Ou quiçá na Vasco da Gama!

6 comentários:

Ursinho de peluche disse...

Olha não lhes dês ideias... :) Mas realmente vê-se com cada coisa na estrada.

Aquele abraço,

Helder Correia disse...

No Sul de Espanha ja vi rotundas numa... auto-estrada. Nos EU todos os dias me pergunto porque eh que ha um stop em todas as entradas de quase todos os cruzamentos. Num cruzamento de 4 entradas, ainda se atura (mais ou menos, porque geralmente ha uma estrada que deveria ter sempre prioridade), mas quando ha apenas 3 entradas para o cruzamento e vejo um stop em todas elas, eu nao chamaria isso de cruzamento, mas de aberracao. Para cumulo, quem decidiu tudo isto tambem decidiu que eh seguro virar ah direita num semaforo vermelho, a nao ser que ha sinalizacao a proibir.

Vera disse...

Ursinho... é melhor mesmo estar calada!

Helder! Olha quem é ele! E até tem 3 blogs e não dizia nada... Mas este comentário foi só para dizer que estás nos EU... realmente, és capaz de tudo! :P

Ana Margarida disse...

"- Ana, agora vai devagarinho porque esta estrada está horrorosa e tem umas lombas enormes...
- Oki
- TUMTUM TUMTUM!! TUMTUM TUMTUM!! TUMTUM TUMTUM!! TUMTUM TUMTUM!! TUMTUM TUMTUM!! TUMTUM TUMTUM!!"
LOLOL

Vera disse...

lolololo! Tal e qual!!!

james disse...

O que me deixa feliz, mas pouco confesso, é que há países com lombas bem mais sui generis que as nossas! Ui, estou a tremer só de pensar numas no Brasil!