segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Vamos ginasticar!

Realmente o "não fazer nenhum" é uma coisa tramada. Falo por mim. Houve tempos (que já lá vão....but not so long ago) em que era capaz de correr 20 minutos a um ritmo relativamente rápido, continuar com 10 minutos de remo e mais meia hora de musculação. Mas claro... eram tempos em que eu andava a pé... tinha de correr para apanhar os transportes públicos... fartava-me de subir escadas... E agora, o facto de ter carro e de trabalhar num 5º andar (que por si só é um motivo psicologicamente mais que suficiente para esperar pelo elevador), mudou completamente a minha forma física. O meu coração, que já era de pardal, agora é, no mínimo, de colibri. Por sorte não engordei...aliás, até estou mais magra, o que acaba por ser uma vantagem agora que decidi que tenho de mudar isto...

Pois bem, já que, pelo menos por enquanto, tenho tempo, voltei para o ginásio (2 anos depois de lá ter posto os meus pezinhos pela última vez). Curiosamente a minha força de vontade (ou necessidade de me distrair) está em grande porque, apesar de ir sozinha (e como tal não ter aquele "empurrãozinho" extra), ainda só falhei um dia (ok, só lá estou há uma semana... mas podia ser pior!). Mas amanhã é que vou começar um treino mesmo a sério... e pela amostra que o instrutor me deu hoje, acho que depois de amanhã só vou conseguir mexer os olhos!...

Enfim, o importante é que estou motivada... resta saber se é para durar... Darei noticias quando desistir, ou quando tiver uns grandes rectos abdominais bem rijinhos...lol

3 comentários:

Anónimo disse...

Ora aqui está uma decisão acertada ... e saudável. Desejo-te os maiores sucessos!!
Nota: O 5º andar não parece ser assim tão longe :)
Alexandre

Vera disse...

Pois... curiosamente, desde o dia em que escrevi este post, não voltei a ir ao ginásio... Lá está... Não posso dizer nada que acontece logo o contrário...

james disse...

Precisas é de um empurrãozinho... E quem o dá? Tu! Apenas tu...

Esta semana fiz isso e já lá fui 2 vezes! Um mês e meio depois (nem acredito tanto tempo)! Aproveitei o ter "dado cabo" de um braço no futebol e depois com a dose certa de preguiça deu nisto!

Vera, disciplina...é neste caso concreto a palavra que nos faz bem ao corpo e espírito.